Brasileiro espalha lambe-lambes em Veneza e choca a cidade

Brasileiro espalha lambe-lambes em Veneza e choca a cidade

Brasileiro espalha lambe-lambes em Veneza

A belíssima cidade de Veneza, na Itália, ganhou novos pontos turísticos recentemente. Não estamos falando de uma obra, um quadro ou uma exposição. Mas sim de lambe-lambes, as novas atrações de Veneza pelas mãos do artista brasileiro Estevan Reder. 

 

Ele colou três lambe-lambes pela cidade enquanto a visitava para a Bienal de Arte deste ano. Logo no dia seguinte, as redes sociais italianas e os jornais de Veneza só falavam disso. Até de “novo Banksy” Reder já foi chamado.

 

Como não é possível agradar a todos, alguns amaram e outros odiaram. O jornal local “O Corriere del Veneto“, escreveu: “Um novo mural apareceu da noite para o dia. Um novo Banksy talvez para denunciar a poluição dos grandes navios? Vandalismo ou arte? O debate está lançado e está bem aquecido“.

 

+ Primeiro espaço de arte imersiva da América Latina será em São Paulo

 

Estevan nasceu em Jardim Alegre-PR e cresceu se mudando constantemente devido ao trabalho dos pais. Atualmente ele está na Itália, onde vai passar uma temporada para fazer um mestrado de fotografia com Davide Montelone, um dos fotógrafos mais renomados do mundo.

 

“Fotógrafo paranaense fez três intervenções com lambe-lambes em Veneza. Fotos: Estevan Reder/Divulgação”

 

Segundo Estevan, ele se inspira em ‘figuras comuns’ do cotidiano das cidades. A partir disso, transforma fotografias de pessoas em imagens impressas em tamanho real. Para ele, sua intenção com o projeto é aproximar esses anônimos e facilitar a contemplação do agora – algo então esquecido no mundo moderno. “Fazendo um recorte deste corpo manifesto que está em ação nas ruas e trazê-lo para o mesmo ambiente em que ele foi capturado faz com que a presença de sua imagem gere novos vínculos com o espaço urbano, tanto estético como social” explica o artista.

 

Repercussão dos lambe-lambes em Veneza

 

Estevan também ficou surpreso com a repercussão dos lambe-lambes em Veneza. “Foi uma repercussão muito rápida. Creio que seja pelo alto impacto que o turismo está tendo sobre Veneza. Um número absurdo de pessoas e embarcações” comentou o brasileiro referindo-se ao grande número de turistas que Veneza recebe por ano.

 

+ Exposição imersiva de Van Gogh chega em São Paulo

+ São Paulo receberá maior exposição de LEGO do mundo, com mais de 2 milhões de peças

 

“Fotógrafo paranaense fez três intervenções com lambe-lambes em Veneza. Fotos: Estevan Reder/Divulgação”

 

“A repercussão do lambe entre os venezianos foi incrível, nos dois pontos de vista. Mas ela revela a visão conservadora e preconceituosa de uma Itália que está presa em um passado e não consegue se ver em uma representação imagética” conclui Reder.

 

O brasileiro está preparando um novo trabalho, baseado em comentários e pontos de vista que nasceram a partir dos primeiros lambe-lambes.

 

Por fim, siga Portal Mundo no Instagram, YouTube e Facebook

 

• Já viu nossos vídeos? Não? Então conheça a TVMundo e desfrute do nosso conteúdo audiovisual!

 

Entrevista com Ventania – Mundo Psicodélico Festival 2018

 

 

Entrevista com VJ Vacão – Mundo Psicodélico Festival 2018

 

 

Tem um concurso incrível rolando para o Mundo Psicodélico Festival 2019. Clique e concorra a 4 passaportes + brindes!

Comentários