China proíbe crianças de jogarem videogame por mais de 1h30 por dia

China proíbe crianças de jogarem videogame por mais de 1h30 por dia

videogame China

A questão do videogame na China ganhou medidas drásticas de toque de recolher em crianças. O motivo: uma tentativa de conter o vício em videogame no país.

 

Jogadores com menos de 18 anos de idade serão proibidos de jogar jogos online por mais de 90 minutos nos dias da semana e serão proibidos de jogar entre 22h e 8h. Mas nos fins de semana e feriados, eles poderão jogar até três horas por dia. 

 

mundo store

 

As diretrizes oficiais do governo que descrevem as novas restrições foram emitidas pela Administração Geral de Imprensa e Publicação da China e serão impostas diretamente através de plataformas de jogos que operam no país. 

Link Patrocinado:

 

Um porta-voz da administração disse à Agência de Notícias Xinhua que as medidas foram projetadas para proteger a “saúde física e mental de menores”

 

+ Michael B. Jordan lançará coleção inspirada no universo de ‘Naruto’

Link Patrocinado:

 

Assim como limitações de horários, as regras também incluem limitações na quantidade de dinheiro que as crianças podem gastar nos jogos, com jogadores com menores de 16 anos autorizados a gastar até 200 yuanes (cerca de R$115,00) por mês. O valor limite dobra para os jovens entre 16 e 18 anos. 

 

Mercado de videogame na China

 

A China é o segundo maior mercado de jogos do mundo, atrás apenas dos EUA, mas as autoridades do país criticaram repetidamente o impacto negativo que os videogames podem ter sobre os jovens. 

Link Patrocinado:

 

Um estudo realizado em 2015 descobriu que 500 milhões de cidadãos chineses sofriam de deficiência visual, que os pesquisadores atribuíram ao aumento de telefones celulares e jogos online. 

 

+ Netflix lançará documentário sobre ‘League of Legends’

 

Não há consenso científico de que a miopia possa ser causada por videogames, mas os países do Leste Asiático tiveram um aumento significativo da condição nos últimos anos. 

 

 

No ano passado, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu o vício em videogame como um distúrbio de saúde mental. De acordo com a organização, o distúrbio de jogos na Internet faz com que alguém tenha “problemas significativos com o funcionamento” devido ao vício.

 

É oficialmente caracterizado por “controle prejudicado sobre o jogo, aumentando a prioridade dada ao jogo sobre outras atividades, na medida em que o jogo tem precedência sobre outros interesses e atividades diárias, e continuação ou escalada do jogo, apesar da ocorrência de consequências negativas.”

 

PlayStation 5: detalhes sobre o novo videogame da Sony

 

As empresas de videogame foram acusadas de tornar seus jogos propositadamente mais viciantes. Como a Epic Games, do Fornite, recentemente acusada de contratar psicólogos para “torná-lo o mais viciante possível”.

 

Siga Portal Mundo no Instagram, YouTube e Facebook

 

Já viu nossos vídeos? Não? Então conheça a TVMundo e desfrute do nosso conteúdo audiovisual!

 

Entrevista com Phaxe – Maori Festival, A Lenda Maui

 

 

Entrevista com Zanon – Maori Festival, A Lenda Maui

 

 

Tem um concurso incrível rolando para o Mundo Psicodélico Festival 2019. Clique e concorra a 4 passaportes + brindes da marca!

 

 

 

Comentários
Link Patrocinado: