Cidade Invisível: produção Netflix que promete mergulhar nas histórias do folclore brasileiro

Cidade Invisível: produção Netflix que promete mergulhar nas histórias do folclore brasileiro

cidade invisível portal mundo

No quesito séries, 2021 começou bem, a Netflix divulgou o trailer de ‘Cidade Invisível’, nova série nacional do gênero policial com folclore brasileiro, protagonizada por Marco Pigossi e Alessandra Negrini.

 

Com sete episódios, a produção é o primeiro projeto live-action de Carlos Saldanha, já muito conhecido por animação como ‘A Era do Gelo’ e ‘Rio’.

 

Em setembro de 2019, a Netflix anunciou o início das gravações de Cidade Invisível. A produção aconteceu em três cidades diferentes: São Paulo, Ubatuba (no litoral paulista) e Rio de Janeiro.

Link Patrocinado:

 

Leia também:

 

 

 

A série é dos mesmo criadores de O Escolhido (2019) e é produzida pela Prodigo Films, com os produtores-executivos Beto Gauss, Francesco Civita e Caito Ortiz. Maresa Pullman, da BottleCap Productions, e Marco Anton, da Boipeba Fil.

 

 

A história de Cidade Invisível

De acordo com a sinopse, “ao investigar um assassinato, um detetive se envolve em uma batalha entre o mundo visível e um reino subterrâneo habitado por criaturas folclóricas.”

 

Além disso, o trailer mostra a história da série com mais detalhes. O personagem de Pigossi é um fiscal ambiental, o qual começa a a descobrir que a morte da esposa pode estar ligada ao surgimento do boto-cor-de-rosa em uma praia.

 

Com intuito de salvar a família, o protagonista de depara com diversos seres do Folclore Brasileiro de  uma forma atual, falando sobre o poder das relações humanas.

Link Patrocinado:

 

Cidade Invisível é uma série policial que traz temas relevantes como a preservação ambiental, o resgate da cultura popular brasileira, além de explorar as relações humanas através do místico” explica a rede de streaming.

 

“E se as lendas sobre as quais você sempre ouviu falar fossem reais e estivessem entre nós, escondidas?”

 

No Brasil, Halloween ofusca folclore brasileiro

Essa inversão cultural faz com que não lembremos que o dia 31 de outubro, no Brasil, é dedicado a um personagem genuíno do folclore nacional: o Saci-Pererê, que permanece parcialmente esquecido do nosso imaginário.

 

A intensa influência, especialmente norte-americana, fez com que o Dia das Bruxas, como ficou conhecido por aqui, fosse celebrado como mais uma comemoração no calendário nacional.

Link Patrocinado:

 

Personagens como vampiros e bruxas, que não fazem parte da nossa cultura, foram incorporados às festividades brasileiras, apesar das importantes lendas da cultura nacional que poderiam ser celebradas, como o Saci-Pererê, menino negro de uma perna só que usa uma carapuça vermelha e fuma cachimbo.

 

Mas o que muita gente não sabe é que, de fato, esse personagem também é comemorado no dia 31 de outubro, data que foi oficializada em 2004 no Estado de São Paulo e, em 2010, em todo o País.

 

 

Folclore brasileiro: um patrimônio cultural

 

As lendas do folclore brasileiro fazem parte da cultura popular, por isso conhecê-las é uma forma de resgatar tradições e fortalecer nossa identidade.

 

A palavra folclore é uma palavra de origem inglesa, formada pela composição de dois elementos: “folk”, que significa povo, e “lore”, que significa sabedoria, conhecimento, cultura. Portanto, podemos dizer que o folclore é uma manifestação cultural que representa os pensamentos e conhecimentos de um povo.

Link Patrocinado:

 

Não à toa, o folclore se traduz no saber popular que se valoriza e que se perpetua em sua dimensão. É quase impossível falar sobre a história do Brasil, diante de sua imensidão, com tantas influências e tradições, sem deter a atenção com afinco em seu folclore.

 

As pessoas que se interessam pelos conhecimentos, crenças e costumes populares atravessam um incrível e fascinante cenário de aprendizado acerca do legado de uma época ou região, bem como pela identidade cultural. E claro, saem enriquecidos por símbolos que deram origem ao modo de pensar, sentir e agir de nosso povo.

 

No vídeo, além do boto-cor-de-rosa, o público poderá conferir a aparição de um personagem cujo figurino lembra o do Saci Pererê, além da menção à Cuca. Por fim, o pôster revela uma criatura cujas características assemelham-se à lenda da Mula Sem Cabeça.

 

O nosso folclore é destacado por atributos das culturas portuguesa, africanas e indígenas. Essa representatividade pode ser ratificada pelos provérbios, cantigas e lendas, nos costumes e crenças populares, e também nas brincadeiras, danças e comidas típicas. Afinal, ele é a base cultural que expressa o modo de viver de diversos grupos sociais distintos que foram se perpetuando de geração a geração, acumulando valores pelo tempo.

 

Com sete episódios, Cidade Invisível estreia na Netflix em 5 de fevereiro 2021.

 

Confira o trailer:

 

 

 

Comentários
Link Patrocinado:

Cineasta ,produtora audiovisual e apaixonada por tudo que envolve as 7 artes. Atua como membro da Redação do Portal Mundo.