Cientistas desenvolvem sensor para salvar crianças esquecidas no carro

Cientistas desenvolvem sensor para salvar crianças esquecidas no carro

sensor salvar crianças esquecidas

Um novo sensor pode salvar a vida de animais de estimação e crianças esquecidas ao disparar um alarme através de uma recente tecnologia.

 

O dispositivo, desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Waterloo, combina tecnologia de radar com inteligência artificial e tem 100% de precisão.

 

 

Pequeno o suficiente para caber na palma da mão, com apenas três centímetros de diâmetro, o dispositivo foi projetado para ser anexado ao espelho retrovisor ou então montado no teto. 

 

Ele envia sinais de radar que são refletidos de volta por pessoas, animais e objetos no veículo. E então, a inteligência artificial incorporada analisa os sinais refletidos.

 

+ Line-up after oficial Mundo Psicodélico Festival 2019

+ ‘Sonic: O Filme’ ganha novo trailer e data de estreia

 

“Ele resolve um problema sério e mundial” disse George Shaker, professor de engenharia da Universidade de Waterloo. “Seu sistema é tão acessível que pode se tornar um equipamento padrão em todos os veículos.”

 

O desenvolvimento do sensor sem fio em forma de disco foi financiado em parte por um grande fabricante de peças automotivas que visa lançá-lo no mercado até o final de 2020. 

 

Funcionamento do sensor

 

A análise pelo dispositivo determina o número de ocupantes e suas localizações em um veículo. Essas informações podem ser usadas para definir tarifas para serviços de compartilhamento de viagens e estradas com pedágio ou para qualificar veículos para faixas de estacionamento de carros.

 

Mas o objetivo principal do sensor é salvar a vida de animais de estimação e crianças esquecidas  – um cenário que pode resultados em danos graves ou morte. 

 

Nesses casos, o sistema impediria que as portas dos veículos travassem e soaria um alarme para alertar o motorista, passageiros e outras pessoas na área. 

 

Sala de controle do reator quatro de Chernobyl é aberta ao turismo

 

O dispositivo de baixa potência, que é ligado à bateria do veículo, distingue entre seres vivos e objetos inanimados, detectando movimentos sutis de respiração. 

 

Os pesquisadores agora estão explorando o uso dessa tecnologia para monitorar os sinais vitais dos motoristas quanto a indicações de fadiga, distração, comprometimento, assim como doenças e outros problemas.

 

*Com informações da Universidade de Waterloo.

 

Por fim, siga Portal Mundo no Instagram, YouTube e Facebook

Já viu nossos vídeos? Não? Então conheça a TVMundo e desfrute do nosso conteúdo audiovisual!

 

Entrevista com Ventania – Mundo Psicodélico Festival 2018

 

 

Entrevista com Mandragora – Mundo Psicodélico Festival 2018

 

 

Tem um concurso incrível rolando para o Mundo Psicodélico Festival 2019. Clique e concorra a 4 passaportes + brindes da marca!

Comentários