Cristais de THCA: a forma mais pura de THC no mundo

Cristais de THCA: a forma mais pura de THC no mundo

Este é o futuro da maconha: em formato cristalizado, potente e puro. Durante os últimos anos, produtores de cannabis produziram concentrações para além do que jamais imaginamos. O céu é o limite quando se trata de concentrados. Sendo assim, cristais puros de THC são a mais nova e mais excitante tendência na tecnologia de extração. Sua concentração pode chegar a 99,9%. Os cristais de THC, mais precisamente conhecidos como cristal THCA, não são um produto para todos. O usuário deve se sentir capaz de lidar com uma experiência  única. Se um baseado “comum” já lhe deixa de certa forma desconfortável e/ou se não é um usuário experiente, é melhor esperar um momento mais propício e que esteja mais preparado.  Mas, caso sinta-se pronto e o que busca é uma viagem e tanto, vamos aos detalhes acerca dos cristais de TCH. Como são feitos, como são extraídos, como se usa, dentre outras questões.  Cristais de THC: o que são

Antes de mais precisamos entender que as plantas de cannabis possuem um conjunto de canabinoides diferentes do que se poderia imaginar. As pessoas estão mais familiarizadas com o THC e o CBD, mas existem ainda os canabinoides com ácido. Estes são precursores do CBD e do THC. Em vez de THC, a planta contêm o ácido tetrahidrocanabinólico (THCA), e em vez de CBD, tem ácido canabidiólico (CBDA). Ambos os canabinoides tem grandes benefícios médicos, mas suas propriedades são menos compreendidas e estudadas do que o THC e o CBD. Em um processo de extração avançado, os produtores hoje podem retirar o THCA, que então se cristaliza. Ele permanece em sua forma de THCA até que o usuário o submeta a calor elevado. Incineração, indução ou convenção de THCA transforma a molécula e remove o “A”. Quando entra em contato com a chama, o THCA se transforma em THC. Logo, quando você fuma, você está consumindo THC puro, não THCA. Curiosamente, antes de acender e aquecer os cristais puros de THCA, eles não são psicoativos. Embora existam mais de cem canabinoides conhecidos, apenas o THC causa uma experiência psicoativa. Uso médico

Devido à sua potência às vezes extrema, os cristais de THC são medicamente úteis de várias maneiras. Algumas empresas já alcançaram 99,9% de THCA, embora a maioria do mercado gire em torno de 80% de concentração. O processo de extração remove a maioria, se não todos os outros canabinoides e terpenos. O produto é geralmente insípido e sem aroma. Quando se forma o THCA cristalino, os efeitos chegam quase imediatamente. Esse imediatismo é perfeito para o tratamento de problemas agudos, como dor súbita, inflamação e dor de cabeça. O TCH puro é uma excelente ferramenta para o tratamento de dores difíceis, doenças crônicas e distúrbios de humor.   Existem até agora poucos estudos especificamente sobre os benefícios do THCA. No entanto, as pesquisas que existem sugerem benefícios contra a inflamação, dor, ansiedade, espasticidade e neuroproteção. Com mais pesquisas, pode-se descobrir o THCA como um agente terapêutico de grande potencial. Considerando que é difícil encontrar e usar em outros produtos, a concentração pura encontrada nos cristais pode torná-lo um composto médico de respeito. Processo de extração  De acordo com produtores experientes, os detalhes do processo de extração são segredos muito bem guardados. Poucas empresas estão fazendo isso e preferem guardar os segredos. No entanto, sabemos algumas coisas sobre como é feito, mesmo que não saibamos os detalhes.  O primeiro passo é as extrações iniciais. Estas são feitas com procedimentos de extração padrão que protegem a molécula THCA. A maioria dos produtores usará tecnologia de baixa temperatura, talvez CO2. O primeiro extrato obtido, contém ainda diversos compostos, como gorduras, terpenos e outros canabinoides. Estes são removidos através de uma série de lavagens, usando soluções específicas a depender do composto. Por exemplo, o processo pode incluir uma lavagem com acetato e uma lavagem com hexano. Um segundo estágio chamado “cromatografia preparativa” é então realizado. Aqui o extrato é passado através de vários meios e filtros para remover compostos adicionais. Os detalhes são confusos nessa etapa, mas o processo de cromatografia preparativa elimina o extrato em velocidades variáveis, através de meios variáveis, até que a concentração desejada seja alcançada.  Depois de tantos processos, a solução ainda contém alguns contaminantes remanescentes. No estágio final é necessário “limpar” a solução, eliminando quaisquer produtos químicos que não sejam adequados para o consumo humano. Depois de concluído, se tem, em mãos, um cristal de TCH puro de quase 100%.  A “onda” O cristal THC puro, quando fumado, vaporizado ou de outro modo aquecido, pode proporcionar uma experiência intensa. Se você não é bem versado em ervas potentes, você deve ir com calma. Muito THC leva ao que algumas pessoas chamam de teto preto. Essa experiência, embora não seja perigosa em casos com maconha, definitivamente não é divertida. Tome seu tempo de dosagem de cristal THC. Menos é mais até que você saiba o quanto você pode lidar. A viagem vai ser uma experiência, para dizer o mínimo. Vai ser rápida e difícil. É uma sensação extremamente poderosa, uma como você nunca teve. As descrições que as pessoas usam quando falam sobre um cristal puro de THC são brilhantes, frescas e energéticas. Não há interrupções de outros canabinoides, como CBD ou CBG. Nenhuma influência dos efeitos dos terpenos. Nenhum sabor ou aroma. Felicidade pura e uma experiência verdadeiramente espetacular. Desde que você não exagere. Claro, se você não fumar, mas ao invés de ingeri-lo oralmente sem calor, não haverá nenhum efeito. Lembre-se: THCA em comparação com o THC é uma experiência muito diferente. O THCA, como substância não psicoativa, não terá efeitos, a não ser, claro, que conte os potenciais benefícios medicinais.

Comentários