DJ Alok cria projeto para famílias carentes na Bahia

DJ Alok cria projeto para famílias carentes na Bahia

DJ Alok

Não é de hoje que o produtor musical e DJ Alok está envolvido com projetos sociais e ações humanitárias. Desse modo, o artista participa ativamente da organização “Fraternidade sem fronteiras”, que mantém diversos projetos de ajuda humanitária por toda a África.

 

A princípio Alok esteve em visita ao sertão da Bahia para conhecer a região e projetos sociais que lá atuam. E o que ele encontrou, mexeu drasticamente com suas emoções.

 

“Gostaria de 1 minuto da sua atenção. Semana passada conheci um Brasil que poucos enxergam. Uma realidade não muito distante do que vejo durante meus trabalhos com a Fraternidade sem fronteiras, na África.” foram as palavras iniciais do produtor em um post no seu instagram onde convida seus fãs para ajudarem.

 

+ Meditação infantil: como começar e seus benefícios

 

Motivado pelo trabalho das instituições “Retratos de Esperança” e “Fraternidades sem Fronteiras”, o DJ Alok decidiu criar na região um novo projeto social.  Assim, o projeto se chamará Vila da Esperança. Em princípio, nas palavras do produtor, servirá “para acolher algumas famílias da comunidade rural de Rio do Vigário, em Canudos, que vivem em situações extremas.”

 

“Construção de casas, perfuração de poços de água potável com dessalinizadores para consumo e plantações, construção de um centro educacional multiuso, instalação de energia elétrica através de placas solares nas casas. Vamos juntos transformar vidas!” conclui o DJ.

 

+ Maori Festival: 3 dias de Cultura, Trance e Psicodelia 

 

Em seguida, Alok ainda convida seus fãs e demais interessados em ajudar. Antes de tudo, acesse o instagram Fraternidade sem Fronteiras e receba maiores informações.

 

Posteriormente, para maiores doações e outras formas de ajuda, sugerimos que entrem em contato direto com a produção do artista.

 

Já viu nossos vídeos? Conheça a TVMundo e desfrute do nosso conteúdo audiovisual! 

 

Mundo Psicodélico Festival 2018 – Aftermovie

 

 

Entrevista com Mandragora – Mundo Psicodélico Festival 2018

 

Comentários