Governo federal lança edital para testar ‘drogômetro’ nas rodovias

Governo federal lança edital para testar ‘drogômetro’ nas rodovias

drogômetro nas rodovias

O Ministério da Justiça lançou na última sexta-feira, 28, um edital para testar o ‘drogômetro’ nas rodovias federais do país.

 

O aparelho é similar ao bafômetro e vai evidenciar o uso de drogas pelos condutores. A detecção de substâncias psicoativas será feita por meio de amostras de saliva ou suor.

 

 

Leia também:

 

 

 

 

Após a fase experimental, os equipamentos serão regulamentados pelo Conselho Nacional de Trânsito e pelo Inmetro e passarão a integrar parte da abordagem em rodovias e estradas federais do país. As informações são do  Estadão.

 

 

Como funcionará o ‘drogômetro’ nas rodovias

 

Os testes deverão ser capazes de confirmar sensibilidade de, no mínimo, 75% em usuários ao volante após o consumo de oito substâncias: maconha (THC), cocaína (BZE), anfetamina, metanfetamina, anfepramona, femproporex, clobenzorex e metilenodioximetanfetamina (MDMA).

 

A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas testará a eficácia dos equipamentos ao longo de 2020. Eles serão apresentados por empresas que cederão seus aparelhos gratuitamente para os experimentos. Neste período, os motoristas terão de autorizar a participação. Não haverá multas ou medidas administrativas.

 

Após a fase experimental, os equipamentos serão regulamentados pelo Conselho Nacional de Trânsito e pelo Inmetro. Os que tiverem eficácia comprovada deverão ser utilizados em ações de fiscalização.

 

O aparelho detecta a presença ou não de drogas no organismo dos motoristas através do suor das mãos. Bastará colocar o dedo em uma placa com o reagente. Depois, a placa é inserida em um scanner, que fará a leitura das informações.

 

O diagnóstico costuma ser extremamente rápido, levando de 2 à 5 minutos para a amostra reagir e evidenciar o uso ou não de substâncias ilícitas.

 

 

 

 

Comentários

Avatar

Biólogo, Fotógrafo e aluno do Instituto de Botânica de São Paulo. Atua no Portal Mundo como Editor-Chefe de Redação e Conteúdo e na Tv Mundo como Diretor.