Impactos ambientais durante o isolamento: aumentaram ou diminuíram?

Impactos ambientais durante o isolamento: aumentaram ou diminuíram?

impactos ambientais

Quando nos referimos ao termo “impacto ambiental”, pode ser tanto positivo como negativo. Mas a questão é: quais impactos ambientais persistiram na pandemia, durante o isolamento social?

 

*Foto de capa: Luiz Rossini/ Wikimedia commons

 

Mas afinal, você sabe o que é impacto ambiental?

Link Patrocinado:

 

O impacto ambiental é qualquer alteração nas condições naturais de um determinado local, podendo ser de modo momentâneo ou permanente, com possibilidades de reversão e recuperação ou não.

 

E como isso afetou o mundo?

Com o isolamento social e a redução das atividades econômicas, o meio ambiente sofreu algumas consequências. No meio disso, o atual governo cortou 58% da verba dos brigadistas que lutam contra o incêndio do Pantanal.

 

Também podemos citar o aumento do consumo de plásticos, devido a alta demanda do serviço de entrega de alimentos e materiais hospitalares descartáveis. E tal fato gerou um grande inconveniente no Brasil, por sermos um país onde apenas, 1,28% destes materiais é efetivamente reciclado, segundo dados confirmados pela WWF.

 

Por outro lado, a suspensão das grandes atividades reduziu significativamente os níveis de poluição do ar. Imagens de satélites revelam queda nos níveis de dióxido de nitrogênio (NO2) e das emissões de dióxido de carbono (CO2). Segundo o site Carbon Brief, na China as emissões caíram cerca de 25%.

Link Patrocinado:

Link Patrocinado:

 

impacto ambiental coronavirus

Imagem: Serviço de Monitorização da Atmosfera Copernicus (CAMS); ECMWF. (Concentrações superficiais de dióxido de nitrogênio no norte da Itália, comparação entre 31 de janeiro e 15 de março de 2020.)

 

Os impactos “positivos”, não se referem apenas a redução da poluição, mas também da diminuição da caça e pesca predatórias, diminuição dos desmatamentos, utilização de agrotóxicos, etc.

 

Leia também:

 

 

 

“É nítida a diminuição da exposição humana à poluição ambiental; consequentemente, diminui-se também os problemas respiratórios relacionados. De certa maneira, também é positivo para a fauna silvestre, igualmente exposta a essas elevadas concentrações de gases.” Afirma o professor do Programa de Pós-graduação em Ecologia, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Fabrício Alvim Carvalho, em entrevista ao site UFJF Notícias.

 

Já havíamos noticiado por aqui dois impactos positivos da quarentena em relação ao meio ambiente, dentre eles podemos citar a cidade italiana de Veneza. Famosa por seus canais inundados, em 2020 Veneza voltou a estampar grandes manchetes pois, pela primeira vez, em 60 anos, os canais estão (ou estavam) cristalinos novamente.

 

Esta diferença ocorre tanto pela diminuição das contaminações ao corpo hídrico como também pela ausência de barcos e gôndolas navegando, o que permite que a sujeira se acumule em seu leito.

 

veneza impactos ambientais pandemia 2020

 

Impactos negativos

Ainda segundo o compilado de entrevistas feito pela UFJF Notícias o professor de Engenharia da UFJF, Cézar Henrique Barra, salienta a existência também de impactos ambientais negativos.

 

“O maior deve ser na produção de alimentos. As pessoas estão em casa, consequentemente consumindo mais comida, água, energia, serviços como comunicação, e gerando muitos resíduos. Creio que a geração de lixo seja o segundo impacto mais considerável. Em contrapartida, o ar está mais limpo e até a água dos rios pode melhorar; um freio necessário para uma sociedade imediatista e egocêntrica.

 

“Tenho uma visão muito cética e realista quanto aos problemas ambientais da humanidade. Eu não acredito, enquanto especialista, que essa pandemia será o suficiente para romper esse paradigma de consumo exagerado, que é a principal causa de degradação da natureza”, observou.

 

Você pode ler a entrevista na íntegra aqui.

Link Patrocinado:

 

O que podemos tirar disso tudo é que os impactos ambientais cometidos e acumulados pelo ser humano ao longo dos séculos não poderão ser apagados simplesmente com quarentena, isolamento e estagnação das ocupações. Isso demonstra ainda mais a profunda importância de mitigarmos e estabelecermos estratégias de redução dos impactos, desde já.

Comentários
Link Patrocinado: