Islândia se prepara para descriminalizar a cannabis

Islândia se prepara para descriminalizar a cannabis

islândia Reykjavik descriminalização maconha portal mundo

O governo islandês está propondo descriminalizar a cannabis e outras drogas para adultos. Se o Parlamento votar a favor, a posse e o consumo de drogas deixarão de ser proibidos pela lei. 

 

O Ministério da Saúde está mudando sua abordagem. Em vez de ver os consumidores como criminosos, ele prefere vê-los como pacientes.

 

“Na última década, houve uma mudança de atitude em relação às drogas no mundo, e as dúvidas sobre a utilidade do combate às drogas aumentaram(…)”, afirma o ministro da Saúde, Svandís Svavarsdóttir, membro do Movimento Verde e de Esquerda, de acordo com informações divulgadas pelo NewsWeed.

Link Patrocinado:

 

“A ênfase deve ser colocada na prevenção e saúde pública. É importante focar na redução de danos e na redução do uso e dos problemas atrelados ao consumo de drogas. “

 

Leia também:

 

 

 

 

O ministério deve, portanto, regulamentar o consumo. Isso envolve a definição de uma quantidade máxima de drogas que um adulto pode portar.

 

Para atender aos 340 mil islandeses, os cidadãos poderão dar sua opinião em uma plataforma online .

Link Patrocinado:

 

Ao descriminalizar as drogas, o governo também espera redirecionar os consumidores. “Paralelamente à abolição das penas para porte de drogas, é importante que sejam desenvolvidos recursos e serviços, com o objetivo de aumentar o acesso de pessoas marginalizadas que usam drogas aos serviços básicos de saúde, de acordo com suas necessidades específicas” , acrescenta o ministério .

Link Patrocinado:

 

 

Cerveja proibida por 75 anos

Nos últimos anos, a Islândia relaxou suas leis sobre drogas. Em 2018, foi inaugurada uma sala de consumo de menor risco em Reykjavík, capital do país. O objetivo: permitir que viciados em drogas injetem suas drogas em um ambiente mais seguro, diminuindo assim as chances de contrair o HIV e outras doenças.

 

Na verdade, de acordo com a Cruz Vermelha, uma dúzia de dependentes morrem todos os anos, na Islândia, devido a esta doença.

 

A cannabis continua ilegal na Islândia, tanto para fins recreativos quanto para fins medicinais. Em 2017, depois de chegar ao poder, o atual partido propôs legalizar a cannabis medicinal.

 

Mas esta iniciativa não surtiu tanto efeito quanto esperado e não avançou diante da oposição. A Islândia está entre países que mais consomem maconha no mundo, proporcionalmente ao tamanho da população. De acordo com o Instituto Adam Smith, em 2017, 18% da população islandesa consome maconha pelo menos uma vez na semana.

 

A Islândia também tem um longo caminho a percorrer no que diz respeito ao consumo de álcool e outras drogas que são lícitas na maior parte do mundo.

 

Em 1915, ainda sob grande influência religiosa e conservadora, todo tipo de bebida alcóolica foi proibida. Isso não durou muito, já que o vinho foi legalizado dez anos depois.

 

Na década de 1930 foi a vez dos destilados entrarem na “exceção” da lei.

 

Mas a cerveja só seria autorizada em 1º de março de 1989, porque a Islândia queria se tornar independente da Dinamarca, que administrou o país durante 600 anos. Na Islândia, 1º de março é agora o “dia da cerveja”.

Link Patrocinado:

 

 

Comentários
Link Patrocinado:

Biólogo, Fotógrafo e aluno do Instituto de Botânica de São Paulo. Atua no Portal Mundo como Editor-Chefe de Redação e Conteúdo e na Tv Mundo como Diretor.