Legalização da maconha no Uruguai causou prejuízo milionário ao tráfico

Legalização da maconha no Uruguai causou prejuízo milionário ao tráfico

Legalização da maconha no Uruguai

Relatório sobre a legalização da maconha no Uruguai é do Instituto Estadual de Regulação e Controle da Cannabis (IRCCA).

 

Como se sabe, o Uruguai foi o primeiro país do mundo a legalizar o uso recreativo de maconha. Isto foi em 2013, durante gestão do então presidente Pepe Mujica (2010-2015). Desta forma, era de se esperar como consequência dados que investigassem a legalização da maconha no Uruguai.

 

Em suma, Mujica usou à época argumentos como “é a regulação do que já existe na frente dos cidadãos, em uma esquina, às portas das escolas de ensino médio” ainda, sobre o intuito da lei legalizadora, “intenção de roubar o mercado de esconder e colocar tal mercado à luz do dia”.

 

 

 + Nos EUA, o estado de Oregon produz tanta maconha que não sabe o que fazer com ela

+ Menina de 13 anos cria empresa que vende óleo de maconha para crianças doentes

 

Por isso, hoje é possível adquirir maconha no Uruguai por meio de 3 formas. A saber: I) compra em farmácias registradas; II) cultivo caseiro; III) adesão a algum clube ou associação.

 

Com o passar dos anos, notou-se uma considerável queda no poder do narcotráfico no país e na região. Isto porquê a Cannabis é amplamente mais utilizada no país que qualquer outra substância.

 

Com isso, recentemente o Instituto Estadual de Regulação e Controle da Cannabis (IRCCA), órgão responsável pela fiscalização e detalhamento, divulgou seu quinto relatório sobre o mercado da Cannabis no Uruguai.

 

+ Os perigos da maconha prensada e formas de redução de danos

 

Dados sobre a legalização 

 

Sobretudo o relatório, mesmo divulgado recentemente, revela números avaliados até o dia 30 de Novembro de 2018. Em suma, sobre o prejuízo causado aos traficantes, o IRCCA ressalta em seu relatório:

 

+ Conheça o “Dr.Cannabis”: o advogado que libera plantações de maconha pelo Brasil

+ Segundo estudo, mulheres que fumam maconha têm orgasmos melhores

 

“Estima-se que o volume de dinheiro que já não é canalizada através do mercado ilegal desde a implementação da política pública superior a US$ 22.000.000.”

 

Ainda no mesmo relatório, foram divulgados os seguintes dados em relação aos usuários no país: – O número de consumidores autorizados a acessar maconha aumentou em 10% em relação ao último ano, totalizando 41.376 pessoas entre as 3 formas legais de acesso. Entre 19 de Julho de 2017 e 30 de Novembro de 2018, aconteceram 383.280 transações nas farmácias, totalizando 1.916 quilos vendidos de maconha – Mais de 60% das transações ocorrem na capital Montevidéu.

 

Por isso é interessante ressaltar que o IRCCA reconhece que mesmo com a venda em farmácias, a demanda após a legalização da maconha no Uruguai não é totalmente suprimida.

 

Nesse sentido, o órgão está analisando novos pedidos de farmácias tal como preparando uma chamada nova para produtores no país.

Já viu nossos vídeos? Conheça a TVMundo e desfrute também do nosso conteúdo audiovisual! 

 

Mundo Psicodélico Festival 2018 – Aftermovie

 

 

Entrevista com Mandragora – Mundo Psicodélico Festival 2018

 

 
Comentários