Machu Picchu: visitação de turistas é reestabelecida após oito meses

Machu Picchu: visitação de turistas é reestabelecida após oito meses

machu picchu Pedro Szekely

Sob intensas regras de distanciamento e desinfecção, turistas agora poderão voltar a visitar Machu Picchu, no Peru.

 

*Foto de capa: Pedro Szekely/Flickr.

 

Túneis de desinfecção (semelhante aos adotados em aeroportos internacionais), termômetros, distanciamento, máscaras e fluxo reduzido aguardam, enfim, os novos visitantes da cidade perdida dos incas.

 

As ruínas incríveis da cidadela permaneceram intocadas pelos turistas durante oito meses em 2020 — fruto das restrições impostas pela pandemia COVID-19.

 

O primeiro trem com turistas internacionais chegou no começo da semana passada a Machu Picchu Pueblo, cidade mais próxima da ruína inca e que é utilizada pelos turistas como base e hospedagem. Com a reabertura o setor do turismo local, principalmente na cidade de Cusco, podem respirar mais aliviados após um ano extremamente dificultoso.

 

As cidades ao redor do Vale Sagrado Inca sofrem, hoje, uma crise econômica sem precedentes no mundo contemporâneo. Estimativas indicam que 70% da população de Cusco (a maior cidade próxima a Machu Picchu) viva exclusivamente do turismo ou de atividades relacionadas a ele.

 

Leia também:

Prêmio de fotografia mais engraçada de 2020 vai para tartaruga “pistola”

 

Astronauta da NASA posta foto do litoral de São Paulo visto do espaço

 

Conheça a incrível história do baiano que pedalou de Salvador até Nova York

 

A crise econômica atinge a região, então, após um intenso confinamento total e obrigatório, imposto pelas autoridades locais durante 100 dias. Segundo informações da AFP, metade dos 80 hotéis que atendem os visitantes de Machu Picchu declararam falência, muitos fecharam.

 

“Os hotéis formais, que pagam impostos e estão em dia com o Estado, têm conseguido empréstimos do governo, mas não as inúmeras acomodações informais”, disse um representante local à AFP.

 

Semana passada, a empresa PeruRail retomou as viagens de seus trens turísticos entre Cusco e Aguas Calientes. Nesta, sua concorrente IncaRail fará o mesmo.

 

De acordo com os novos protocolos, apenas 675 turistas poderão entrar por dia em Machu Picchu, um terço do permitido antes da pandemia.

 

A mítica cidadela construída no século XV, que colocou o Peru no mapa turístico mundial em meados do século passado, recebeu um milhão e meio de visitantes em 2019.

 

 

Foto: Machu Picchu, Peru. Créditos: Pedro Szekely/Flickr.

 

 

 

Comentários

Avatar

Biólogo, Fotógrafo e aluno do Instituto de Botânica de São Paulo. Atua no Portal Mundo como Editor-Chefe de Redação e Conteúdo e na Tv Mundo como Diretor.