Maconha pode ter causado uma ereção de 12 horas em um homem

Maconha pode ter causado uma ereção de 12 horas em um homem

Maconha ereção em homem parar de fumar melhora ereção portal mundo

Segundo um artigo publicado no Journal of Cannabis Research, um homem de 32 anos teve uma ereção de doze horas provavelmente devido ao uso de maconha. 

 

Os cientistas estudaram o caso incomum depois que um homem afro-americano foi ao “Coliseum Medical Centers”, em Macon, Geórgia, duas vezes em duas semanas. Ele reclamava ereções com duração de doze e seis horas. O paciente disse aos médicos que fumava maconha ‘várias noites por semana nos últimos seis meses’, inclusive duas horas antes dos episódios de priapismo. 

 

+ Estratégias de redução de danos com maconha

+ Usuários de maconha buscam ‘alívio’ e não apenas onda, diz estudo

 

Uma equipe de médicos do ‘Coliseum Medical’ disse que “é o primeiro caso conhecido de priapismo associado a cannabis em um paciente em que todas as outras causas conhecidas de priapismo foram excluídas”. 

 

O priapismo é uma ereção dolorosa e duradoura que geralmente dura mais de quatro horas, mas sem excitação sexual.

 

Se não for tratado, o priapismo, que geralmente é causado pelo uso de medicamentos prescritos, como antidepressivos ou uso de drogas ilícitas, como a cocaína, pode causar danos permanentes ao pênis. 

 

+ Legalização da maconha no México pode render até US$945 milhões por ano em impostos

 

Como a maconha pode ter causado a duradoura ereção no homem

 

Segundo os médicos no artigo publicado, o paciente não tinha histórico familiar de anemia falciforme. O paciente relatou aos médicos que começou a usar maconha aos 16 anos. Dos 16 aos 20, ele teve várias ereções duradouras de até quatro horas que diminuíam sozinhas.

 

Aos 20 anos, o homem disse ter parado de fumar e nunca mais experimentado priapismo. Ele também afirmou que não tem histórico de doença psiquiátrica, da mesma forma, nunca tomou medicamentos prescritos.

 

 

+ Maconha sem cheiro pode se tornar realidade

 

“No exame físico, o paciente era levemente hipertenso com um pênis ereto, inchado e sensível. […] Um exame de substâncias através da urina foi consistente com o uso de cannabis, sem o uso de outras substâncias.”

 

“Ele não tinha histórico médico além de hipertensão leve, não tomou remédios e usou apenas maconha, confirmada pelo exame de urina”, diz o relatório.

 

“Além disso, sua história exibiu uma correlação convincente entre o uso de maconha e os episódios de priapismo recorrente.”

 

Os pesquisadores não conseguiram afirmar definitivamente porque a maconha causou o priapismo, mas apresentaram uma teoria que afirma que os químicos da planta podem ter desligado os sinais do cérebro que terminam as ereções normais. 

 

+ Metade dos brasileiros é a favor da comercialização de remédios à base de maconha

+ Mulheres que fumam maconha têm orgasmos melhores, aponta estudo

 

Outra possibilidade apresentada pelos pesquisadores é o efeito da cannabis no fluxo sanguíneo.

 

Os vasos sanguíneos tendem a se dilatar ao usar maconha. Especialistas dizem que isso também “poderia potencializar a ereção implacável notável no priapismo”. 

 

⇒ Por fim, siga Portal Mundo no Instagram, YouTube e Facebook

Já viu nossos vídeos? Não? Então conheça a TVMundo e desfrute do nosso conteúdo audiovisual!

 

Entrevista com Mandragora – Mundo Psicodélico Festival 2019

 

 

Entrevista com Vegas – Mundo Psicodélico Festival 2019

 

 

 

Comentários