NASA investiga primeiro possível crime cometido no espaço

NASA investiga primeiro possível crime cometido no espaço

nasa investiga primeiro possível crime

Foto: Reprodução/ AFP

 

Poderia ser um caso passional qualquer, exceto pelo fato de que, supostamente, o crime fora cometido no espaço. Acreditando-se ser o primeiro, a fiscalização interna da NASA investiga a denúncia contra uma das suas astronautas.

 

 

Nasa investiga possível primeiro crime

 

A famigerada NASA, agência espacial americana e uma das maiores do mundo está investigando a astronauta Anne McClain pelo que pode ser o primeiro crime cometido fora do nosso planeta (sim, isso mesmo). Supostamente o crime aconteceu em uma missão em órbita da Terra.

 

Segundo o New York Times, a astronauta é acusada por sua ex-mulher de roubo de identidade e acesso a registros financeiros confidenciais a partir do sistema da Estação Espacial Internacional (ISS), onde realizava uma missão de seis meses em 2018.

 

Aproveitando-se da conexão criptografada da ISS, enquanto estava em órbita, McClain teria acessado a conta bancária de sua parceira enquanto passavam pelo processo de separação.

 

+ Hambúrguer vegetal é a aposta da foodtech Fazenda Futuro

 

As informações divulgadas neste sábado pelo jornal nova-iorquino procederam da acusação formal por parte de sua ex-mulher, Summer Worden, que apresentou sua queixa mediante a Comissão Federal de Comércio (FTC), um órgão regulador independente, após perceber que sua conta bancária foi violada.

 

A ex-parceira é também uma ex-oficial da inteligência da Força Aérea norte americana.

 

A astronauta e sua defesa negam crimes

 

Para a advogada de McClain, sua cliente não cometeu nenhum crime e acessou os registros bancários enquanto estava a bordo da ISS para monitorar a conta conjunta do casal, como fazia durante a relação. Os investigadores da agência espacial americana entraram em contato com as duas mulheres, segundo o New York Times.

 

McClain alega que somente estava monitorando os dados financeiros de uma conta conjunta do casal, como sempre fizera.

 

+ Maconha afeta a fertilidade, segundo estudo

 

Worden indicou que a FTC não havia respondido sobre o roubo de identidade na época da denúncia e que o caso demorou a ir a público, mas um investigador especializado e a inspeção-geral da Nasa estudam a acusação, afirmou o jornal. Isso motivou ainda mais a nasa investiga primeiro possível crime cometido fora da Terra.

 

Outra denúncia teria sido feita pela família de McClain ao Escritório do Inspetor-Geral da Nasa, e investigadores do orgão teriam entrado em contato com ambas sobre a alegação, publicou o The New York Times. Funcionários da Nasa disseram ao jornal, no entanto, que não estavam cientes de nenhum crime cometido na estação espacial.

 

McClain, desde então, voltou para a Terra. A astronauta reconhece ter feito o acesso, mas nega que tenha cometido alguma irregularidade.

 

Comentários