Parque do Ibitipoca disponibiliza cadeiras de rodas adaptadas para deficientes

Parque do Ibitipoca disponibiliza cadeiras de rodas adaptadas para deficientes

Parque do ibitipoca

Medida de acessibilidade foi apresentada nesta terça-feira (21). Na ocasião, três pessoas inauguraram os equipamentos.

 

O Parque Estadual do Ibitipoca, localizado na zona da mata mineira, no município de Lima Duarte, vai contar a partir desta semana com duas cadeiras de rodas adaptadas para deficientes.

 

 

Leia também: Primeira escola pública de surfe para pessoas com deficiência é inaugurada em Santos

 

 

A nova medida de acessibilidade visa promover o acesso aos visitantes com dificuldades motoras. A ideia é que os famosos roteiros do Circuito Janela do Céu, Circuito das Águas e do Pico do Pião possam ser realizados inteiramente com as cadeiras adaptadas.

 

parque do ibitipoca

Janela do Céu – Parque Estadual do Ibitipoca. Foto: Dimas Stephan/G1

 

Segundo a reportagem do G1, que conversou com o Instituto Estadual Florestal (IEF), as cadeiras, conhecidas como “Juliettis”, proporcionarão às pessoas com dificuldades motoras a chegas nos pontos mais altos e de difícil acesso do parque.

 

 

Leia também: Aplicativo reúne programações culturais com acessibilidade em cidades brasileiras

 

 

O roteiro, apesar de adaptado, ainda pode ser considerado de dificuldade moderada/alta. Segundo o governo do Estado de Minas Gerais, o Ibitipoca é a primeira unidade de conservação gerenciada pelo IEF a disponibilizar tais adaptações para os seus frequentadores.

 

 

O Parque do Ibitipoca

 

Considerado pelos mochileiros de plantão como o terceiro melhor parque da América Latina, o Ibitipoca recebeu 14.235 visitantes no mês de janeiro de 2019. A expectativa do IEF e do Governo local é que este número cresça ainda mais agora em 2020.

 

parque do ibitipoca

Parque Estadual do Ibitipoca. Foto: Viajando Na janela

 

O parque conta com 1488 hectares de reserva ambiental, e foi criado em 1973 com o intuito de preservar os recursos naturais da região e também servir como base científica.

 

Segundo o IEF, é o parque natural mais frequentado de Minas Gerais. Visando a conservação do ambiente, o parque adota um número limite de 1.000 visitantes diários. A área do parque abrange os municípios de Lima Duarte e Santa Rita do Ibitipoca.

 

Os principais circuitos marcados do parque são: Circuito das Águas, Circuito Janela do Céu, Circuito do Pião e Circuito Alto das Águas. Nos três primeiros, as trilhas foram estruturadas para facilitar o acesso aos atrativos turísticos, como mirantes e cachoeiras, levando em conta a preservação do ecossistema local.

 

 

 

Comentários