Reggae Jamaicano se torna Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco

Reggae Jamaicano se torna Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco

reggae jamaicano

O Reggae Jamaicano entrou para a lista de Patrimônios Culturais Imateriais da Unesco, postulando agora ao lado de quase 400 expressões mundiais, estando entre estas as expressões brasileiras: “Samba de roda do Recôncavo Baiano (2008)”, “As expressões orais e gráficas dos wajapis (2008)”, “Yaokwa, ritual do povo enawene nawe para a manutenção da ordem social e cósmica (2011)”, “Frevo: arte do espetáculo do carnaval de Recife (2012)”, “Círio de Nazaré: procissão da imagem de Nossa Senhora de Nazaré na cidade de Belém (Estado do Pará)”, “Roda de Capoeira (2014)”.

O ritmo jamaicano entrou para a lista na Décima terceira sessão do Comitê de Proteção dos Patrimônios Imateriais, que acontece em Port Louis, na República de Maurício, de 26 de Novembro ao dia 01 de Dezembro de 2018. Na publicação oficial da UNESCO, a instituição destaca, entre outros pontos, que “enquanto seu estado embrionário a música Reggae era a voz dos marginalizados, agora a música é tocada e abraçada por uma ampla e diversa camada da sociedade, incluindo vários gêneros, grupos étnicos e religiosos.” […] “A função social básica da música – como um veículo de comentário social, uma prática catártica, um louvar a Deus – não mudou, e a música continua agindo como voz para todos.¹

Semiyah Photography, 2016

 

+ Os perigos da maconha prensada e formas de redução de danos

 

Sem dúvidas, o Reggae se apresenta e se mantêm como grande símbolo de resistência e liberdade desde o princípio de sua difusão mundial, na decáda de 1960, boa parte devido ao início e sucesso da carreira de seu maior expoente, Bob Marley, falecido em 1981 aos 36 anos. Apesar da morte precoce de seu ícone, o Reggae nunca ocupou, desde os anos 60, um posto defasado ou de esquecimento. Na verdade, o ritmo a cada ano passa a ser incorporado por mais classes que utilizam deste como forma de representar e apresentar suas revoltas sociais-políticas.  Para mais sobre música, cultura africana e reggae, clique aqui.

Comentários

Redação Portal Mundo

Redação oficial do Portal Mundo e do grupo Mundo Psicodélico.