Segundo estudo, ter cachorro poderia ajudar a viver mais

Segundo estudo, ter cachorro poderia ajudar a viver mais

Pessoas que possuem cães podem viver mais e se beneficiar de uma melhor saúde cardiovascular, segundo uma nova pesquisa.

 

De acordo com o estudo publicado na revista “Circulation: Cardiovascular Quality and Outcomes”, a posse de cães pode ser particularmente benéfica para sobreviventes de ataques cardíacos e derrames, principalmente se viverem sozinhos.

 

mundo store

 

A pesquisa, realizada por professores da Universidade de Uppsala, Suécia, examinou residentes suecos com idades entre 40 e 85 anos que sofreram um ataque cardíaco ou derrame entre 2001 e 2012. 

 

O estudo constatou que as pessoas que sofreram um ataque cardíaco e moravam sozinhas tinham 33% menos chances de morrer logo após serem liberadas do hospital se possuíssem um cão. 

 

+ Cresce o debate sobre o uso do óleo de canabidiol como remédio para animais

 

Enquanto isso, para as vítimas de derrame que tinham cães, o risco de morte era 27% menor.

 

Resultados de uma meta-análise separada publicada na mesma revista apoiaram os resultados do estudo.

 

A análise observou um conjunto de dados envolvendo 3,8 milhões de pessoas extraídas de 10 estudos diferentes e descobriu que os proprietários de cães tinham 65% menos probabilidade de morrer após um ataque cardíaco. 

 

+ Google lança exposição virtual que permite explorar o Palácio de Versalhes

 

Os autores concluíram que o menor risco de morte associado à posse de cães pode ser devido ao aumento da atividade física devido às caminhadas regulares e a diminuição da solidão e depressão que foram associadas à posse de cães. Esta conclusão já havia sido alcançada por um estudo passado

 

O Dr. Tove Fall, professor da Universidade de Uppsala, na Suécia, disse: “Sabemos que o isolamento social é um forte fator de risco para piores resultados de saúde e morte prematura.”

 

Dr.Fall continuou dizendo que “estudos anteriores indicaram que os donos de cães experimentam menos isolamento social e têm mais interação com outras pessoas. Além disso, manter um cão é uma boa motivação para a atividade física, que é um fator importante na reabilitação e na saúde mental”.

 

+ Playstation 5: conheça detalhes do novo videogame da Sony

 

Mas o Dr.Fall acrescentou que são necessários mais estudos para atuar sobre os resultados de uma maneira que apoie os pacientes com ataque cardíaco e derrame a terem cães.

 

“Mais pesquisas são necessárias para confirmar uma relação causal e dar recomendações sobre a prescrição de cães para prevenção” disse o doutor. “Além disso, do ponto de vista do bem-estar animal, os cães só devem ser adquiridos por pessoas que sentem que têm capacidade e conhecimento para dar uma boa vida ao animal” concluiu Dr.Fall. 

 

 

Por fim, siga Portal Mundo no Instagram, YouTube e Facebook

Já viu nossos vídeos? Não? Então conheça a TVMundo e desfrute do nosso conteúdo audiovisual!

 

Entrevista com Ventania – Mundo Psicodélico Festival 2018

 

 

Entrevista com Mandragora – Mundo Psicodélico Festival 2018

 

 

Tem um concurso incrível rolando para o Mundo Psicodélico Festival 2019. Clique e concorra a 4 passaportes + brindes da marca!

 

 

 

Comentários